Meia elástica e gravidez, quando e porque usar

Meia elástica e gravidez, quando e porque usar

A nossa circulação é dividida basicamente em duas partes: arterial e venosa. A primeira é a que manda o sangue do coração até a ponta dos dedos das mãos e dos pés. Já a venosa, manda o sangue de volta para o coração. Durante a gravidez há um aumento de 2l da água corporal total e um aumento de 45% do volume sanguíneo.

Como as veias são mais elásticas que as artérias, ou seja, elas possuem uma capacidade maior de aumentar o seu diâmetro e, consequentemente, de armazenar mais sangue dentro delas, elas vão funcionar exatamente assim durante a gestação: como um reservatório de sangue para que a grávida tenha um sangue estocado para substituir o que ela irá perder no momento do parto.

Quanto mais para o final a gestação vai se caminhando, maior o aumento do volume nas veias e maior sua dilatação. Associado a isso, há o crescimento do útero durante a gravidez. Quanto mais ele vai aumentando, mais vai comprimindo a veia cava inferior, veia esta que leva o sangue do abdômen até o coração. Como o sentido do sangue na veia vai do pé para o coração, essa compressão aumenta ainda mais a pressão venosa das pernas, o que favorece ainda mais a dilatação das veias dos membros inferiores.

Segundo vários estudos, as mulheres que não tem varizes, durante a gravidez algumas veias das pernas podem dilatar, mas depois do parto, estas veias tendem a retornar ao diâmetro normal. Por outro lado, as grávidas que já tinham varizes antes da gestação, tendem a dilatar estas veias ainda mais e após o parto a propensão é de continuarem mais dilatadas do que antes da gestação.

O uso da meia elástica infelizmente não tem a capacidade de prevenir o aparecimento dessas varizes durante a gravidez. Mas, com a melhora dos sintomas que tendem a piorar durante a gestação (dor, peso, cansaço e queimação nas pernas, além do edema), consegue-se melhorar a qualidade de vida da mulher e um conforto maior para as pernas, principalmente no final da gestação. Além disso, o seu uso previne a trombose venosa profunda durante a gestação e puerpério (fase logo após o parto).

Pode ser prescrita a meia elástica 7/8 (coxa) ou a meia calça. A ação de cada uma é a mesma, depende apenas de escolha pessoal. A compressão correta é de até 20 mmHg para as mulheres sem doença e de 20 a 30 mmHg para pacientes com varizes.

Sempre se consulte antes o seu obstetra de confiança, e com indicação dele fale com o especialista cirurgião vascular. Na baixada santista, marque uma consulta com a gente.